Os malefícios do excesso de açúcar no organismo

Os malefícios do excesso de açúcar no organismo

Sempre que você vai comer um pedaço de bolo, você não pensa nos malefícios do excesso do açúcar, não é mesmo?

Mas, eles existem! Se, por um lado, o nosso corpo precisa do açúcar para garantir a energia necessária, por outro lado, o excesso desse elemento é extremamente prejudicial para a saúde.

Então, como conviver com o eterno dilema do prazer que o açúcar traz, com os males que ele pode causar ao organismo?

Entenda como o excesso de açúcar pode prejudicar o organismo e como viver em equilíbrio com esse vilão da saúde!

Os malefícios do excesso de açúcar

O açúcar é o verdadeiro vilão do nosso organismo. Ele é o responsável por estimular os hormônios que ajudam a aliviar o estresse e que estão relacionados ao bom humor.

Mas, essa sensação de bem-estar pode vir acompanhada de problemas causados pelo excesso do açúcar no organismo. Entenda quais são os malefícios.

Propensão a desenvolver doenças cardiovasculares

O consumo excessivo de açúcar gera um acúmulo de gordura do corpo, reduzindo as taxas de colesterol bom, o HDL e aumentando os triglicerídeos, levando a uma alteração da pressão arterial. Assim, esse é o cenário perfeito para o desenvolvimento de doenças do coração.

Resistência à insulina

O consumo diário de grandes quantidades de açúcar leva as células a se tornarem mais resistentes aos efeitos da insulina. Assim, é maior as chances de a pessoa vir a desenvolver a diabetes tipo II, já que o pâncreas adoece e não consegue mais produzir a insulina necessária para captar a gordura no sangue.

Sensação de cansaço

Se, por um lado, o açúcar é uma forma de liberar os hormônios do bom-humor e aliviar o estresse, por outro, o seu efeito colateral é a sensação de um cansaço intenso e constante. Afinal, o organismo está gastando energia para quebrar as moléculas do açúcar e as outras atividades se tornam mais difíceis.

Os malefícios do excesso de açúcar no organismo
A dieta pobre em açúcar precisa começar na infância. Assim o adulto se acostuma a não se interessar por doces e ficará mais fácil manter uma rotina de alimentação mais saudável, minimizando os riscos de adquirir doenças.

Os efeitos do açúcar na saúde mental

O açúcar é responsável não só por problemas físicos, causando diversas doenças, mas também faz mal para o cérebro.

Isso porque, o sobe e desce dos níveis de açúcar no sangue são os inimigos dos distúrbios de humor. Afinal, o consumo exagerado do açúcar está ligado ao aumento de risco de ter depressão.

Aliás, o açúcar afeta o sistema imunológico, tornando a pessoa mais suscetível às doenças, além de causar ansiedade, estresse, perda de memória, entre outros problemas.

Entre os malefícios, o envelhecimento precoce

Além das doenças causadas pelo consumo excessivo do açúcar, ele ainda gera um processo chamado de glicação, no qual as moléculas de açúcar se prendem ao colágeno e à elastina.

Com isso, as proteínas da pele passam a ser destruídas pelo açúcar, reduzindo a elasticidade, aumentando a flacidez e, principalmente, acelerando o processo de envelhecimento.

Então, são tantos os males que o açúcar provoca no organismo, que a pergunta a se fazer é se a sensação de bem-estar que ele promove é ainda melhor.

Portanto, entendendo os malefícios do excesso de açúcar no organismo, comece a se prevenir mudando rapidamente a sua alimentação criando o hábito de uma dieta pobre em açúcar, e desacostumando seu organismo ao seu consumo.