Blog

Diferença entre antibiótico e anti-inflamatório

Diferença entre antibiótico e anti-inflamatório
um comentário

Se você sempre achou que antibiótico e anti-inflamatório são a mesma coisa, sentimos em lhe informar que não são. A diferença entre eles é bem simples, e a explicaremos brevemente.

O anti-inflamatório é um medicamento que auxilia na diminuição dos sintomas da inflamação, como dores, vermelhidão e inchaço, além de ser ótimo para aliviar a febre. Ele age em inflamações internas e externas (como machucados). Dentre as substâncias mais comuns em sua composição estão o diclofenaco, ibuprofeno, meloxicam, entre outros.

Já o antibiótico foi criado para matar as bactérias que se alojam no nosso corpo. Ele é especialmente indicado para doenças causadas por elas, como pneumonia, tuberculose, sífilis e outras. Mas fique atento, pois seu uso excessivo pode acabar fortalecendo as bactérias, diminuindo o efeito da medicação sobre elas.

Vale ressaltar que é possível tomar anti-inflamatório e antibiótico ao mesmo tempo, desde que eles sejam receitados por um médico.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia o artigo completo abaixo!

Medicamentos genéricos em comprimidos | Drogaria Pop

Diclofenaco de Potássio comprimido 50mg CIMED

R$13.61 R$5.95

SAIBA MAIS
Medicamentos genéricos em comprimidos | Drogaria Pop

Dipirona Sódica comp 500mg cart c/10 PRATI DONADUZZI

R$3.10 R$2.50

SAIBA MAIS
Medicamentos genéricos em comprimidos | Drogaria Pop

Drospirenona 3mg

R$50.22 R$24.45

SAIBA MAIS
Medicamentos genéricos em comprimidos | Drogaria Pop

Histadin D comp 5+120mg cx c/12 UNIÃO QUÍMICA

R$41.67 R$22.92

SAIBA MAIS

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que é o antibiótico e o que é o anti-inflamatório. Mas além disso, ainda há quem pense que os dois medicamentos são a mesma coisa. Isso causa uma enorme confusão nos pacientes, pois é bem comum que eles pensem que estão tomando antibiótico quando, na verdade, estão tomando um anti-inflamatório, ou vice-versa.

Com o objetivo de acabar com essa dúvida de uma vez por todas, o blog da POP preparou este artigo para explicar quais são as diferenças entre os antibióticos e os anti-inflamatórios. Se ao fim da leitura você ainda estiver com dúvidas, pode colocar sua pergunta no campo de comentários, abaixo do texto! 😀

O que é um anti-inflamatório?

Antes de entender o que é um anti-inflamatório, que tal entender como a inflamação se forma no organismo? Leia abaixo!

Entendendo a inflamação

Toda vez que temos alguma inflamação, seja interna ou externa, como um machucado que não sara de jeito nenhum, significa que o seu sistema imunológico está se protegendo contra agressões mais fortes. Como isso funciona?

Bom, se alguma área do nosso organismo é afetada, células de defesa são recrutadas (como um exército) e enviadas para a região com o objetivo de combater o problema.

A inflamação é o resultado da liberação dessas células, que têm como intuito apenas nos proteger, amenizar os danos e atacar os invasores. Parece mesmo uma batalha (e não deixa de ser, não é?). Quando há alguma inflamação no seu corpo, os sintomas costumam envolver calor, dor, inchaço e vermelhidão.

Origens da inflamação

As origens das inflamações variam muito, e passam por traumas, alergias, queimaduras, contato com substâncias tóxicas e micro-organismos.

Quando o processo inflamatório é fruto da invasão dos temidos germes, damos o nome de infecção. Porém, ressaltamos que toda infecção é fruto de uma inflamação, mas nem toda inflamação é uma infecção.

Ficou difícil? A gente explica: você está andando tranquilamente e dá uma topada no dedão, formando um machucado que em pouco tempo fica dolorido, inchado e vermelho. Isso significa que o seu dedo está inflamado, mas não infectado, pois não houve a ação de nenhum germe nele.

Mas e os anti-inflamatórios?

Toda essa explicação foi para esclarecer que a função dos anti-inflamatórios é eliminar os sintomas desagradáveis da inflamação (como a dor, o inchaço e a vermelhidão).

Os anti-inflamatórios também são ótimos para aliviar a febre. As substâncias mais comuns desse tipo de medicamento são: diclofenaco, ibuprofeno, meloxicam, piroxicam, nimesulida e cetoprofeno.

Temos certeza de que pelo menos de uma dessas você já ouviu falar!

O que é um antibiótico?

Para entender melhor o que é um antibiótico, vamos entender o que significa o termo. Para começar, “bio” vem do grego “bíos”, que quer dizer “vida”, “ser vivo”.

Logo, teoricamente os antibióticos são substâncias que “matam” organismos vivos capazes de fazer algum tipo de mal ao corpo humano. Na medicina, antibióticos são remédios que agem contra as bactérias.

É importante citar que todos os outros medicamentos que têm o objetivo de combater germes invasores que não sejam bactérias recebem nomes diferentes, como antivirais (contra vírus), antifúngicos (contra os fungos) e antiparasitários (contra os parasitas).

Quando se deve tomar o antibiótico?

Pessoas em tratamento de infecções causadas por bactérias (como pneumonia, tuberculose, sífilis, faringite, cistite, erisipela e muitas outras) são pacientes que devem fazer uso dos antibióticos.

Mas lembre-se: antes de se automedicar, sempre consulte um médico especialista, pois ele é quem deve receitar qualquer tipo de medicação.

Antibióticos mais comuns

Os antibióticos do grupo da penicilina são os mais comuns e também os mais antigos. Contudo, hoje em dia existem diversas classes diferentes da droga, cada uma com uma característica e com uma ação diferente.

Isso acontece porque as bactérias também costumam ser biologicamente diferentes entre si, por isso, os antibióticos devem ser eficazes para todas elas. Ou seja, um antibiótico que combate a infecção urinária pode ser completamente ineficaz contra a tuberculose, por exemplo.

Há algum cuidado específico no uso de antibióticos?

Primeiro de tudo, é imprescindível que o antibiótico seja receitado por um médico. Segundo, o paciente só deve tomá-lo durante o período de tratamento prescrito, pois quanto mais você consome o antibiótico, mais o seu organismo e as bactérias que surgirem posteriormente ficarão resistentes ao medicamento, diminuindo seu efeito.

Se o remédio não for indicado de forma correta, além de não eliminar a bactéria, ele ainda pode levar à formação de versões mais resistentes dela.

É possível tomar anti-inflamatório e antibiótico ao mesmo tempo?

Não há problema algum na associação do anti-inflamatório a um antibiótico, desde que ambos sejam receitados pelo seu médico. Geralmente, o anti-inflamatório consegue aliviar todos os sintomas da inflamação mesmo que o antibiótico ainda não tenha alcançado o seu efeito.

Na POP você encontra genérico barato de verdade

Não importa o tipo de medicamento que você precise, seja ele antibiótico ou anti-inflamatório, é sempre bom economizar, não é? Na Drogaria POP você encontra genéricos baratos de verdade, todos certificados pela ANVISA, com a qualidade e o bom atendimento que você merece.

Com lojas espalhadas por grande parte da região metropolitana do Rio de Janeiro, como Baixada Fluminense, Niterói, Alcântara e São Gonçalo, a POP permanece sempre perto de você. E, para sua comodidade, ainda dá para adquirir os medicamentos genéricos que você procura pela nossa loja virtual. Navegue e confira!

  • Excelente dicas, estava procurando maiores informações e foi aqui no seu blog que encontrei, muito obrigada pelas dicas, vou começar a colocar em prática para começar o meu tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *